Louca sua miga

11 de mai de 2017

Você é a minha vida

Imagem: Tumblr


Escrito por Maya Quaresma
08 - Jan - 2017 às 21:50h

Quando eu olho para você percebo que não há nada no mundo que me faça mais feliz do que quando você sorri para mim. Quando olho para você descubro que é do teu lado que consigo ser uma pessoa melhor a cada dia. Você e apenas você foi capaz de mesmo conhecendo todos os meus mistérios, todas as minhas entrelinhas por trás dos meus versos do dia a dia, permaneceu. Engraçado. Quando eu estava prestes a desistir de tudo e chutar tudo, você apareceu, me deu a mão e entrelaçou os seus dedos nos meus.

Sempre mantive a capa de garota forte. Mas no fundo eu sempre fui incrivelmente sensível. Sempre fui alguém com uma ânsia exacerbada por se sentir amada. Olhava para todos os meus amigos, felizes com os seus pares. Pensava nas amigas com quem estudei no colégio, depois faculdade, todas casadas, com filhos, algumas. Vários convites para chás de bebê. Minha mãe dizendo que queria ser avó pelo menos antes de morrer. E eu ficava me perguntando, porque essas coisas acontecem com todos eles e não comigo? Por que um cara simplesmente não pode chegar para mim e dizer que me quer? Mas que me quer de verdade, não por uma noite, não por um dia, não por algumas semanas, não para quando a carência apertar, não enquanto está tentando descobrir quem é, não quando está tentando descobrir o que quer ser da vida quando eu já sei o que quero há tempos, não enquanto não aparece alguém melhor para lhe fazer companhia. Não. Eu queria alguém que olhasse dentro dos meus olhos, que invadisse minha vida sem pedir licença e fazer presença, permanente. Morada. Absoluta. Alguém que olhasse nos olhos e de cara já dissesse para si mesmo, é com ela que eu quero viver todos os meus dias. 

Me sentia uma verdadeira farsa por sempre falar de amor. Sempre ser aquela pessoa que segundo alguns diziam, de sentimentos transbordantes. Só que eu vivia isso? Eu lia sobre isso. Eu escrevia sobre isso. Eu imaginava isso. Eu queria viver isso. Mas eu não vivia. Eu queria sentir, mas não vivia. E há uma linha tênue, mas há uma linha, entre sentir e viver. Não são as mesmas coisas. Mas são incrivelmente melhores quando juntas.

Estava a ponto de desistir. Não das coisas, mas de mim. Estava prestes a deixar de acreditar, não no amor, porque uma pessoa que não acredita no amor é uma pessoa morta. Estava a ponto de acreditar que eu não iria vivê-lo. Que talvez esse sentimento não fosse para mim. Que talvez eu tenha vindo a terra para ser alguém que falaria sobre isso e minha missão terminaria assim. Pronto. Fim da história. Estava prestes a pular do precipício. Na verdade, eu pulei.

Respirei fundo. Imaginei a queda. Olhei para baixo. Parecia ser infinito. Mas eu não tive medo. Não tive porque eu sabia que uma hora eu chegaria no final e que tudo o que sentia, tudo o que eu ansiava ou esperava iria acabar. Que a dor que eu sentia da falta cessaria. Tudo. 

E eu pulei. Fechei os olhos e mergulhei no desconhecido que me livraria das incertezas. Que me livraria de corações partidos por ligações nunca retornadas. Que me livraria das amarras que é querer viver um amor mas apenas querer, querer, querer. Um verbo que permanecia no meu vocabulário e custava a querer mudar. Olha, querer mais uma vez.

Estava pronta para finalizar. Então você segurou minhas mãos e me livrou de cair. Você me puxou e me abraçou. E nunca mais me soltou. Você me deu esperanças. Vida. Existência. Permanência. Como não ser grata ao ser que me salvou? 

Olho nos teus olhos e percebo que não há nenhum outro lugar do mundo em que eu queira estar senão refletida neles, te admirando. Te amando. Sentindo e vivendo. Verdadeiramente. Obrigada por me fazer retornar à terra. Por não ter me deixado chegar ao fundo.

É porque você existe que eu existo. Sem você, eu não teria vida. Sem você hoje eu seria apenas lembranças. Seria nada. Você é apenas o ser que me faz querer acordar dia após dia. O ser que me faz sorrir. O ser que me faz querer viver. Para te fazer feliz. O ser que só por ter nascido, já me faz feliz. Da forma mais doce e sublime.

Obrigada.


LEIA MAIS


1 comentários:

Postar um comentário

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016