Louca sua miga

20 de fev de 2017

Se você não vai ficar, me deixe ir


Escrito por Maya Quaresma
08 - Fev - 2017 às 20:05h

Se você não tem qualquer intenção de ficar, então me faça um favor, me deixe ir. Me deixe sair por essa porta aí atrás de você e nunca mais te ver. Me deixe ir. Apenas isso que te peço. Não é nada demais. Eu sei que não. Então por favor, se você não vai ficar, me deixe ir.

Eu não quero aturar suas mentiras mais. Não quero um relacionamento meia boca onde eu finjo que está tudo bem, quando na verdade estamos todos desmoronando por dentro, infelizes, vazios. Eu quero ser preenchida. Quero ser transbordada. E nada menos que isso. Na verdade eu acho que ninguém merece metades. Então por que eu mereceria? Eu queria que nossa relação fosse perfeita. Eu gostaria que suas palavras fossem sinceras. Gostaria que o que saísse da sua boca fosse real. Mas eu sei que não é.

Se você só quer momentos. Só uma aventura de verão. Companhia para aquecer suas noites solitárias. Ou um troféu a quem mostrar nas redes sociais, sinto informar mas você escolheu a pessoa errada para tal. Eu não sirvo para isso. Não sirvo para ser tratada como algo de momento. Eu quero eternidade. Ou alguém que pelo menos tenha a intenção de permanecer. De fazer valer. De tentar. 

Se eu fracassar. Não vai ser porque foi uma mentira. Vai ser porque simplesmente não deu certo. Mas quero ir com a certeza de que tentei. E com você, nós não estamos tentando. Nós estamos apenas empurrando com a barriga um relacionamento fadado ao fracasso. 

E se você não se move, me deixe ir, ao menos. Me deixe dar o passo. Porque eu não quero viver uma infelicidade. Não quero depois, quando você sentir que já não sirvo para o papel de sei lá o que que você me escolheu para atuar, for embora e me deixar com o coração em cacos, chorando pelos cantos porque mais um se foi e eu me sentir mal por achar que a culpa é toda minha por nunca conseguir fazer com que alguém fique. Não. Não quero mais assumir erros que não são meus. Não quero fingir término de pessoas rasas que não sabem transbordar. Então, se você não vai ficar, me deixe ir. Me deixe buscar minha felicidade. Me deixe voltar a me sentir segura sozinha. A me amar acima de qualquer coisa. Eu nasci para ser primeiro lugar. De mim mesma. Então me deixe ir. Mas, saiba de uma coisa. Quando eu for, não volto mais. Não fico onde eu não possa fazer morada. Não moro onde não posso fazer do lugar meu lar. E você, bem, você nunca foi meu lar.



LEIA MAIS

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016