Louca sua miga

11 de jun de 2017

7 motivos para assistir Orphan Black

Imagem: BBC / Divulgação

Vocês já ouviram falar de uma série chamada Orphan Black? Não? Gente, como assim, em que mundo vocês vivem??!!!! Ok, tudo bem. Esse tipo de coisa acontece. Muitas séries para assistir, muita história para maratonar, mas venho por meio desta (oi?) tentar convencer vocês a pararem tudo e irem clicar no primeiro ep que nem na Netflix e conhecer essa série que me deixou profundamente viciada há uns anos e que finaliza sua história esse ano, com a quinta e última temporada.

1. Tem todas as temporadas na Netflix
Acho que hoje quase todo mundo nesse mundo tem Netflix. Se não tem, pelo menos conhece alguém que tenha e pode emprestar a senha. Orphan Black é uma série da BBC mas conseguiu fechar um contrato com a Netflix de forma que tem todas as temporadas por lá. 

2. Cada temporada só tem 10 episódios
São quatro temporadas até agora, com dez episódios cada, contendo em torno de 45minutos. Então dá para acompanhar de forma bem rápida. O legal de ser poucos eps por temporada é que a série não fica enrolativa, se é que essa palavra existe. Eles conseguem casar direitinho cada ponta e são bem diretos no roteiro e na trama. Não tem aquela enrolação toda que costumamos ver nas outras séries (fãs de Pretty Little Liars e The Walking Dead por exemplo sabem bem o que é ser enrolado).

3. Fala sobre ciência, tecnologia
Se você ama ciência, tecnologia, genes, genética, mutação, vai pirar com essa série. Porque tem tudo isso e muito mais.

4. Mas se você gosta mesmo é de ação...
Se você gosta mesmo de ação, tem muita ação na série também. Chutes, socos, tiros, sangue, sangue e mais sangue. Ela parece ser uma série dramática, mas é muito mais que isso.

5. Tem Tatiana Maslany
Eu poderia apenas resumir com essa frase: Tem Tatiana Maslany. Gente, a mulher atua de uma forma que eu fico completamente besta. Essa canadense merece é o OSCAR!!!! Porque ela consegue ser várias pessoas, viver vários personagens dentro dessa série. Mas até aí tudo bem, muitos atores já fizeram isso. Só que a Tatiana vai além. Cada personagem tem uma personalidade diferente, um trejeito diferente, sotaque diferente, se veste de forma diferente. O incrível é que conseguimos saber qual a diferença de cada uma, dependendo da forma da atuação da Tati. Mais louco ainda é quando ela é um personagem se fingindo passar por outro. Cara, loucão. Amo essa mulher.

Imagem: BBC / Divulgação

6. A série termina esse ano
A quinta e última temporada inicia agora em junho. Então dá tempo de assistir tudo e ainda ver o desfecho. Porque nós fãs que estamos acompanhando desde o início sofremos com a BBC. Porque cada temporada é divulgada em um ano, ou seja, esperamos um ano inteiro para ter Orphan Black de novo. 

7. VAI ASSISTIR LOGO MEU

Ah, quando estreia a nova temporada? HOJEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!! E claro, a Netflix vai transmitir todos os episódios a cada domingo.


LEIA MAIS
0 comentários

28 de mai de 2017

Grande Prêmio de Mônaco 2017 de Fórmula 1

Pódio do dia para Vettel (Ferrari), com Raikkonen (Ferrari) em segundo e Ricciardo (Red Bull) em terceiro. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Tivemos duas realidades invertidas nesse início de corrida no GP de Mônaco, que além da pista, tem uma festa a parte só pelo lugar. Raikkonen, que andaram falando por aí que estava na pior conseguiu a sua pole. Em contrapartida, Hamilton que vem tendo uma temporada muito boa não conseguiu sair do Q3, largando em 15º lugar. É, não é todo dia que podemos ter tudo, não é mesmo?

Largada do Grande Prêmio de Mônaco 2017. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Raikkonen conseguiu largar muito bem, se mantendo líder. Com Vettel, seu companheiro de equipe, em segundo e Bottas em terceiro. Mas isso durou até a ida para os boxes. Raikkonen vinha fazendo uma corrida realmente muito boa, e cá entre nós, eu sinceramente estava torcendo por ele, mas a troca dos pneus demorou mais do que deveria, conseguindo fazer com que Vettel, fazendo volta mais rápida em cima de volta mais rápida na pista, na sua troca de pneus, voltasse na frente do companheiro. Sem pedido no rádio sobre "ele está mais rápido que você", a liderança dessa vez foi disputada na ida aos boxes. 

Button, um caso a parte nessa corrida, que veio a convite do amigo e ex companheiro de equipe, Fernando Alonso, que corre hoje ainda nas 500 milhas de Indianápolis pela Fórmula Indy, teve uma pedra no sapato nesse GP. Essa pedra se chama Wehrein, que prendeu ele no último lugar de um jeito que não teve como sair. A descontração ficou no início, porque claro, não podia faltar o Alonso no rádio. Não foi rádio, mas aconteceu algo inédito na F1. Dois pilotos amigos conversando pelo celular antes do início do Grande Prêmio. Alonso ligou para Button desejando boa sorte e claro, deixando um recadinho amigo para o seu estimado carro:

Alonso: Look after my car. // Button: Okay, I'm going to pee in your set. (Alonso: Cuida do meu carro. // Button: Ok. Eu vou fazer xixi no seu assento). Dois amores, não?

Hamilton não foi tão feliz também durante a corrida. Largou atrás e se manteve assim por um bom tempo. Não conseguiu grandes ultrapassagens nas voltas. Engatinhou até o P10. Depois o P7. Não foi tão fácil quanto a gente imaginava que poderia ser para ele. 

Na volta 61 suamos frio. Button não feliz em ter que ficar atrás do Wehrlein a corrida inteira, tentou ultrapassá-lo. Mas tocou o piloto da Sauber que foi parar no guardirreio/muro de proteção e ficou com o carro lá, virado. A gente pede batida, Safety Car, mas nunca de uma forma assim. Nunca esperamos algo grave acontecer com qualquer piloto, afinal de contas, assistimos Fórmula 1 porque é divertido. Não porque pode ser perigoso e amamos isso. Jamais. Button parou o carro, pelo toque, e enquanto isso todos pararam por outro motivo: estado de saúde de Wehrlein. Mas graças a Deus logo depois ele falou no rádio, dizendo que estava bem. SC na pista e um pouco depois conseguiu sair do carro, com um problema nas costas apenas, mas andando. Um alívio para todos.

Wehrlein (Sauber) bem, depois da batida com Button (McLaren). Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Com essa batida, acho que Button realmente fez xixi no carro do Alonso (ok, passado o pânico, podemos brincar, não?).

O outro piloto da McLaren também não teve muita sorte hoje. Quando estava no P10 e já vislumbrando pontinho para a scuderia, Vandoorne bateu sozinho. Uma lástima para a equipe que já ansia por qualquer ponto que possa aparecer por aí. Quem também saiu foi Stroll, que coleciona batidas, mas dessa vez o carro não conseguiu ir até o final e a sua ida para o box em definitivo não foi da forma como esperávamos. 


Com apenas 13 pilotos no final, Sebastian Vettel venceu o GP de Mônaco 2017 de Fórmula 1. Ele não vencia desde 2001. Em segundo Kimi Raikkonen, fazendo a dobradinha da Ferrari acontecer. Em terceiro o piloto da Red Bull, Daniel Ricciardo, para fechar o pódio do domingo. Hamilton ficou em sétimo. Com isso, quem vai se aproximando a passos silenciosos do piloto inglês é o seu companheiro de equipe, Valteri Bottas, que finalizou a prova hoje em quarto. 

Sebastian Vettel comemorando a sua vitória no GP de Mônaco. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Além dos nossos grandes pilotos, outras celebridades completaram a festa que é Mônaco.

Quem deu um alô pelo circuito de Monte Carlo foi o Thor, ou melhor, o ator Chris Hemsworth. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Os pilotos da Scuderia Renault, Hulkenberg (à esquerda) e Palmer (à direita) zeraram a vida tirando foto com o cineasta George Lucas (no centro), famoso pelas franquias Star Wars e Indiana Jones. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Se ainda havia dúvida de que eles zeraram a vida... Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

O próximo GP é no Canada, um dos meus favoritos, dia 11 de junho. Com transmissão da Globo pela parte da tarde. Ou pelo menos é o que a gente torce. Caso a Globo não transmita, por conta do campeonato de futebol, quem segue é a SporTV. Mas claro, vamos informar sobre tudo pelo twitter. Então segue lá @mayaquaresma e fique ligado nas novidades.


Classificação Grande Prêmio de Mônaco (Circuito de Monte Carlo)
1. Sebastian Vettel FERRARI (25 pontos)
2. K. Raikkonen FERRARI (18 pontos)
3. D. Ricciardo RED BULL RACING TAG HEUER (15 pontos)
4. V. Bottas MERCEDES (12 pontos)
5. M. Verstappen RED BULL RACING HEUER (10 pontos)
6. C. Sainz TORO ROSSO (8 pontos)
7. L. Hamilton MERCEDES (6 pontos)
8. R. Grosjean HAAS FERRARI (4 pontos)
9. F. Massa WILLIAMS MERCEDES (2 pontos)
10. K. Magnussen HAAS FERRARI (1 ponto)
11. J. Palmer RENAULT (0 ponto)
12. E. Ocon FORCE INDIA MERCEDES (0 ponto)
13. S. Perez FORCE INDIA MERCEDES (0 ponto)
14. D. Kvyat TORO ROSSO (out)
15. L. Stroll WILLIAMS MERCEDES (out)
16. S. Vandoorne MCLAREN HONDA (out)
17. M. Ericsson SAUBER FERRARI (out)
18. J. Button MCLAREN HONDA (out)
19. P. Wehrlein SAUBER FERRARI (out)
20. N. Hulkenberg RENAULT (out)


Campeonato 2017
Colocação - Nome do piloto - Nacionalidade - Scuderia - Pontuação
1. Sebastian Vettel - ALE - FERRARI (129 pontos)
2. Lewis Hamilton - ING - MERCEDES (104 pontos)
3. Valtteri Bottas - FIN - MERCEDES (75 pontos)
4. Kimi Raikkonen - FIN - FERRARI (67 pontos)
5. Daniel Ricciardo - AUS - RED BULL RACING TAG HEUER (52 pontos)
6. Max Verstappen - HOL - RED BULL RACING TAG HEUER (45 pontos)
7. Sergio Perez - MEX - FORCE INDIA MERCEDES (34 pontos)
8. Carlos Sainz - ESP - TORO ROSSO (25 pontos)
9. Felipe Massa - BRA - WILLIAMS MERCEDES (20 pontos)
10. Esteban Ocon - FRA - FORCE INDIA MERCEDES (19 pontos)
11. Nico Hulkenberg - ALE - RENAULT (14 pontos)
12. Romain Grosjean - FRA - HAAS FERRARI (9 pontos)
13. Kevin Magnussen - DIN - HAAS FERRARI (5 pontos)
14. Pascal Wehrlein - ALE - SAUBER FERRARI (4 pontos)
15. Daniil Kvyat - RUS - TORO ROSSO (4 pontos)
16. Marcus Ericsson - SUI - SAUBER FERRARI (0 pontos)
17. Lance Stroll - CAN - WILLIAMS MERCEDES (0 pontos)
18. Fernando Alonso - ESP - MCLAREN HONDA (0 pontos)
19. Antonio Giovanazzi - ITA - SAUBER FERRARI (0 pontos)
20. Jolyon Palmer - GBR - RENAULT (0 pontos)
21. Stoffel Vandoorne - BEL - MCLAREN HONDA (0 pontos)



0 comentários

14 de mai de 2017

Grande Prêmio da Espanha 2017 de Fórmula 1

Pódio do GP Espanha de Fórmula 1 deste domingo. Hamilton (Mercedes) em primeiro, Vettel (Ferrari) em segundo e Ricciardo (Red Bull) em terceiro. Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Esse final de semana de corrida prometeu altas emoções. Foi uma das corridas mais gostosas de assistir, por vários fatores, que irei pontuar abaixo.

Primeiro, nos treinos de sexta tivemos uma lástima visualização do carro da McLaren do Alonso jorrando óleo para dar e vender. Às vezes quando a gente pensa que não dá para ficar pior, essa equipe vem e mostra que tudo é possível, no lado ruim da coisa.

Alonso (McLaren) com problema no carro no treino livre de sexta feira por conta do vazamento de óleo. Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Poréeeeeeeeem, porque Deus é pai e milagres acontecem. Bote milagre nisso. No treino classificatório de sábado quem vai pro Q3?? Quem??? Quem??? Quem?? FERNANDO ALONSO É O NOME DELE MINHA GENTE. Olha, não sei a que santo esse homem se agarrou ou quantas figas esse cara fez, só sei que, ele conseguiu ir pro Q3. (Ok Maya, mas eu comecei assistir corrida agora, não sei o que é isso). O treino classificatório é dado em Q1, Q2 e Q3, que significa Qualify 1, 2 e 3. Ou seja, classificação. São as etapas em que cada piloto corre na pista para tentar bater o melhor tempo. Os pilotos mais rápidos vão passando de fase até chegar no Q3, onde apenas os 10 mais rápidos do Q2 correm para disputar as colocações na largada. Alonso não ia pro Q3 já nem me lembro há quanto tempo. Então foi como se o piloto tivesse ganho um campeonato mundial tamanha façanha, sem contar que ele estava correndo em casa, para alegria dos fãs. Só que, melhor que ir para o Q3, ele conseguiu se classificar em sétimo. SÉTIMO. Sim, esse cara é bom piloto demais!!!!!! Não tinha dúvidas disso.

Alonso (McLaren) após conseguir a façanha do sétimo lugar para o grid de largada no Q3 sábado. Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Fechando a largada tínhamos entre os dez primeiros: Hamilton, Vettel, Bottas, Raikkonen, Verstappen, Ricciardo, Alonso, Perez, Massa e Ocon. Grid fechado, hora da largada. Infelizmente Raikkonen e Verstappen não tiveram muita sorte e foram logo embora. Alonso também não estava no seu dia de glória, ao contrário de sábado, Massa foi fechado e acabou indo pra cima do Alonso, se tocando e jogando o espanhol pra fora da pista. Manobra normal de corrida, sem punições, porém, complicou a vida do Massa que teve o pneu furado e ficou lá atrás até o final, e para Alonso que poderia até ter seus primeiros pontos marcados esse ano.

Após a largada do GP Espanha de Fórmula 1. Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Raikkonen ter saído do GP foi tão triste para um menino na arquibancada fã da Ferrari que ele começou a chorar no colo da mãe. Gente, que dó no coração ver o menino chorar. Fiquei arrasada. 

Carro de Raikkonen (Ferrari) sendo levado após sair da prova no início do Grande Prêmio. Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Fã de Raikkonen chora ao ver o piloto sair da corrida logo no início. Imagem: Reprodução

Corrida continuou. Vettel dominou a prova, depois Bottas. Hamilton e aquele caso né? Ferrari, Mercedes. Ferrari. Mercedes. Bota casaco, tira casaco. Fico me perguntando como seria o automobilismo sem tanta tecnologia, mais braço que botões. Acho que poderíamos ver brigas mais significativas. Alonso não conseguia ultrapassar sequer uma Haas. Ficou atrás do Grosjean até desistir e ir para os boxes.

Bottas liderou a prova por um período de voltas, até ser ultrapassado por Vettel, numa manobra brilhante que deixou todo mundo empolgado. Inclusive o menino fofo que chorou com o Raikkonen. A câmera brilhantemente captou a tamanha felicidade do garoto que não teve como a gente não sorrir e se alegrar junto com ele. O moleque ganhou o coração de todo mundo e eu aqui do outro lado já estava torcendo pra alguém buscar ele e levar para conhecer os boxes. 

Ultrapassagem de Vettel (Ferrari) em cima de Bottas (Mercedes). Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Bottas foi para o box, Vettel liderou um pouco mais até que foi ultrapassado pelo Hamilton, Çá nova. Diminuindo um pouco a diferença dos pontos entre eles. Bottas teve problema no carro, tendo que abandonar a corrida, dando o terceiro lugar para o famoso sorridente Ricciardo. 

Ultrapassagem de Hamilton (Mercedes) em cima de Vettel (Ferrari). Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Enquanto Toto, nosso grande manda chuva da Mercedes pulava como a gente nunca viu antes com a manobra de ultrapassagem do Hamilton, adivinha quem tava indo para os BOXES CONHECER O RAIKKONEN VEM ME ABRAÇA PORQUE EU ME EMOCIONEEEEEEEEI!!!!!!!! O menininho fofo coisa mais linda do universo foi conhecer o ídolo dele. MALDITOS CORTADORES DE CEBOLA!!!!! Nossa, que felicidade, o garoto zerou a vida em uma única manhã. E ainda por cima conseguiu tirar um sorriso do nosso homem de gelo Kimi Raikkonen. Enquete do dia, quem roubou a cena do GP Espanha? O menino, é claro!!!!!!!

Esse menino zerou a vida. Apenas. Imagem: Motorsport

Raikkonen até sorriu. Imagem: Rede Globo

Alonso, não sei como de novo, conseguiu ultrapassar duas Williams. Que fase, minha gente. Não tá fácil para ninguém. Ele acabou terminando em décimo segundo. Massa ainda foi mais zicado, com um toque do Vandoorne. Mas Vandoorne ainda foi pior, tendo que abandonar a prova.

Quem venceu o GP? O menino, não pera... ah tá. Foi Hamilton, para zerar a história do GP Espanha. Há dez anos nenhum piloto ganhava mais que uma corrida. O que quer dizer que por 10 anos tivemos 10 pilotos diferentes ganhando um GP Espanha. O último, ano passado, havia sido Verstappen. Mas como Hamilton gosta de ser o diferentão, ele é o único agora a ganhar duas corridas no GP Espanha em dez anos. É para qualquer um? Eu acho que não.

Pódio para Hamilton (Mercedes) seguido por Vettel (Ferrari) e Ricciardo (Red Bull) em terceiro. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Altas emoções. Vários cortadores de cebola. Raikkonen sorrindo. Williams sendo ultrapassada por McLaren. McLaren sendo segurada por uma Haas. Todo mundo retardatário tomando uma volta menos os três primeiros pilotos. Tudo isso e muito mais foi visto no GP Espanha. Valeu a manhã.

Nos vemos agora no GP Mônaco, onde Alonso não corre porque irá competir pelas 500 milhas de Indianápolis nos Estados Unidos, pela categoria Fórmula Indy. No seu lugar teremos o nosso queridinho Jenson Button. Até lá irei fazer um post só sobre essa outra categoria explicando um pouco como funciona. Estaremos de olho nas duas. Lembrando que, a Fórmula 1 é transmitida pela Globo pela manhã e a Indy é pela Band, à tarde.  


Classificação Grande Prêmio da Espanha (Circuito da Catalunya)
1. Lewis Hamilton MERCEDES (25 pontos)
2. S. Vettel FERRARI (18 pontos)
3. D. Ricciardo RED BULL RACING TAG HEUER (15 pontos)
4. S. Perez FORCE INDIA MERCEDES (12 pontos)
5. E. Ocon FORCE INDIA MERCEDES (10 pontos)
6. N. Hulkenberg RENAULT (8 pontos)
7. C. Sainz TORO ROSSO (6 pontos)
8. P. Wehrlein SAUBER FERRARI (4 pontos)
9. D. Kvyat TORO ROSSO (2 pontos)
10. R. Grosjean HAAS FERRARI (1 ponto)
11. M. Ericsson SAUBER FERRARI (0 ponto)
12. F. Alonso MCLAREN HONDA (0 ponto)
13. F. Massa WILLIAMS MERCEDES (0 ponto)
14. K. Magnussen HAAS FERRARI (0 ponto)
15. J. Palmer RENAULT (0 ponto)
16. L. Stroll WILLIAMS MERCEDES (0 ponto)
17. V. Bottas MERCEDES (out)
18. S. Vandoorne MCLAREN HONDA (out)
19. M. Verstappen RED BULL RACING HEUER (out)
20. K. Raikkonen FERRARI (out)

Campeonato 2017
Colocação - Nome do piloto - Nacionalidade - Scuderia - Pontuação
1. Sebastian Vettel - ALE - FERRARI (104 pontos)
2. Lewis Hamilton - ING - MERCEDES (98 pontos)
3. Valtteri Bottas - FIN - MERCEDES (63 pontos)
4. Kimi Raikkonen - FIN - FERRARI (49 pontos)
5. Daniel Ricciardo - AUS - RED BULL RACING TAG HEUER (37 pontos)
6. Max Verstappen - HOL - RED BULL RACING TAG HEUER (35 pontos)
7. Sergio Perez - MEX - FORCE INDIA MERCEDES (34 pontos)
8. Esteban Ocon - FRA - FORCE INDIA MERCEDES (19 pontos)
9. Felipe Massa - BRA - WILLIAMS MERCEDES (18 pontos)
10. Carlos Sainz - ESP - TORO ROSSO (17 pontos)
11. Nico Hulkenberg - ALE - RENAULT (14 pontos)
12. Romain Grosjean - FRA - HAAS FERRARI (5 pontos)
13. Pascal Wehrlein - ALE - SAUBER FERRARI (4 pontos)
14. Kevin Magnussen - DIN - HAAS FERRARI (4 pontos)
15. Daniil Kvyat - RUS - TORO ROSSO (4 pontos)
16. Marcus Ericsson - SUI - SAUBER FERRARI (0 pontos)
17. Lance Stroll - CAN - WILLIAMS MERCEDES (0 pontos)
18. Fernando Alonso - ESP - MCLAREN HONDA (0 pontos)
19. Antonio Giovanazzi - ITA - SAUBER FERRARI (0 pontos)
20. Jolyon Palmer - GBR - RENAULT (0 pontos)
21. Stoffel Vandoorne - BEL - MCLAREN HONDA (0 pontos)


LEIA MAIS
0 comentários

11 de mai de 2017

Você é a minha vida

Imagem: Tumblr


Escrito por Maya Quaresma
08 - Jan - 2017 às 21:50h

Quando eu olho para você percebo que não há nada no mundo que me faça mais feliz do que quando você sorri para mim. Quando olho para você descubro que é do teu lado que consigo ser uma pessoa melhor a cada dia. Você e apenas você foi capaz de mesmo conhecendo todos os meus mistérios, todas as minhas entrelinhas por trás dos meus versos do dia a dia, permaneceu. Engraçado. Quando eu estava prestes a desistir de tudo e chutar tudo, você apareceu, me deu a mão e entrelaçou os seus dedos nos meus.

Sempre mantive a capa de garota forte. Mas no fundo eu sempre fui incrivelmente sensível. Sempre fui alguém com uma ânsia exacerbada por se sentir amada. Olhava para todos os meus amigos, felizes com os seus pares. Pensava nas amigas com quem estudei no colégio, depois faculdade, todas casadas, com filhos, algumas. Vários convites para chás de bebê. Minha mãe dizendo que queria ser avó pelo menos antes de morrer. E eu ficava me perguntando, porque essas coisas acontecem com todos eles e não comigo? Por que um cara simplesmente não pode chegar para mim e dizer que me quer? Mas que me quer de verdade, não por uma noite, não por um dia, não por algumas semanas, não para quando a carência apertar, não enquanto está tentando descobrir quem é, não quando está tentando descobrir o que quer ser da vida quando eu já sei o que quero há tempos, não enquanto não aparece alguém melhor para lhe fazer companhia. Não. Eu queria alguém que olhasse dentro dos meus olhos, que invadisse minha vida sem pedir licença e fazer presença, permanente. Morada. Absoluta. Alguém que olhasse nos olhos e de cara já dissesse para si mesmo, é com ela que eu quero viver todos os meus dias. 

Me sentia uma verdadeira farsa por sempre falar de amor. Sempre ser aquela pessoa que segundo alguns diziam, de sentimentos transbordantes. Só que eu vivia isso? Eu lia sobre isso. Eu escrevia sobre isso. Eu imaginava isso. Eu queria viver isso. Mas eu não vivia. Eu queria sentir, mas não vivia. E há uma linha tênue, mas há uma linha, entre sentir e viver. Não são as mesmas coisas. Mas são incrivelmente melhores quando juntas.

Estava a ponto de desistir. Não das coisas, mas de mim. Estava prestes a deixar de acreditar, não no amor, porque uma pessoa que não acredita no amor é uma pessoa morta. Estava a ponto de acreditar que eu não iria vivê-lo. Que talvez esse sentimento não fosse para mim. Que talvez eu tenha vindo a terra para ser alguém que falaria sobre isso e minha missão terminaria assim. Pronto. Fim da história. Estava prestes a pular do precipício. Na verdade, eu pulei.

Respirei fundo. Imaginei a queda. Olhei para baixo. Parecia ser infinito. Mas eu não tive medo. Não tive porque eu sabia que uma hora eu chegaria no final e que tudo o que sentia, tudo o que eu ansiava ou esperava iria acabar. Que a dor que eu sentia da falta cessaria. Tudo. 

E eu pulei. Fechei os olhos e mergulhei no desconhecido que me livraria das incertezas. Que me livraria de corações partidos por ligações nunca retornadas. Que me livraria das amarras que é querer viver um amor mas apenas querer, querer, querer. Um verbo que permanecia no meu vocabulário e custava a querer mudar. Olha, querer mais uma vez.

Estava pronta para finalizar. Então você segurou minhas mãos e me livrou de cair. Você me puxou e me abraçou. E nunca mais me soltou. Você me deu esperanças. Vida. Existência. Permanência. Como não ser grata ao ser que me salvou? 

Olho nos teus olhos e percebo que não há nenhum outro lugar do mundo em que eu queira estar senão refletida neles, te admirando. Te amando. Sentindo e vivendo. Verdadeiramente. Obrigada por me fazer retornar à terra. Por não ter me deixado chegar ao fundo.

É porque você existe que eu existo. Sem você, eu não teria vida. Sem você hoje eu seria apenas lembranças. Seria nada. Você é apenas o ser que me faz querer acordar dia após dia. O ser que me faz sorrir. O ser que me faz querer viver. Para te fazer feliz. O ser que só por ter nascido, já me faz feliz. Da forma mais doce e sublime.

Obrigada.


LEIA MAIS


1 comentários

8 de mai de 2017

Um novo vício chamado "Supergirl"

Imagem: Distribuição | CBS

Olha, vou contar aqui pra vocês um segredo: como que eu vivia nesse mundo e não assistia Supergirl??????? Nossa, que série mais legaaaaaaaaaal. Sim, eu fui da época de Smallville, sempre amei de paixão super-heróis, tenho inclusive uma mecha branca na franja igual a da mutante Vampira, mas eu nunca nunquinha tinha visto a série exclusiva da Supergirl. Por que? Vai saber. Um dia desses eu estava muito estressada e cansada do mestrado e tudo o que eu queria era aliviar a mente. Tinha acabado de fazer uma maratona intensa de todas as temporadas de Pretty Little Liars para rever tudo e tentar ver se eu descobria quem era -AD - quem assiste me entendeu nessa. E vocês sabem o quão intensa é a história das liars. Peguei a lista de séries disponíveis na Netflix e achei a dela. Coloquei o episódio piloto e pronto, um episódio por dia e minha felicidade estava estampada em mais um vício. Uma pena que a Netflix não dispõe no catálogo a segunda temporada. Mas já achei um site aqui que a gente pode ver online então me abraça que tô feliz. 

"Kara Danvers, ou Kara Zor-El, a prima do Superman. Kara chega à Terra aos 12 anos, depois de partir do planeta Krypton, e é adotada pela família Danvers - que a ensina a ser cuidadosa com seus poderes. Depois de represar suas habilidades por uma década, Kara é forçada a mostrar seus dons em público, durante um desastre inesperado. Motivada por seu heroísmo, ela começa a abraçar sua vocação para ajudar as pessoas de sua cidade. A personagem foi criada pelo escritor Otto Binder e desenhada por Al Plastino em 1959. Na história original, Kara nasceu em Krypton e veio à Terra em meio a destruição de seu planeta natal. A personagem já apareceu no cinema, no filme de 1984 estrelado por Helen Slater, e na TV, durante a sétima temporada de Smallville, interpretada por Laura Vandervoort." - Retirado do site Omelete.

Um detalhe pelo qual eu fiquei perdidamente apaixonada em Kara foi no seu figurino. Além da atriz ser super linda, Melissa Benoist (Glee e Whiplash: Em busca da perfeição), ter um carisma e um sorriso contagiante, me lembrar MUITO o jeito da Serena de Gossip Girl, ela tem as roupas mais fofas do universo. Adoro os vestidos estilo romântico que ela usa nos episódios e os sapatinhos oxford. Já quero o guardar-roupa da Supergirl.

Imagem: Distribuição | CBS

Mais alguém aí assiste? Porque... err... licença que vou começar a segunda temporada. Beijos e fui! 



LEIA MAIS
0 comentários

30 de abr de 2017

Grande Prêmio da Rússia 2017 de Fórmula 1

Circuito Sóchi, Rússia. Para o Grande Prêmio de Fórmula 1 2017. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Pode-se dizer que essa corrida teve muita emoção, principalmente nas últimas voltas. Bottas conseguiu dominar praticamente o GP inteiro. Conseguiu largar super bem. Estava em terceiro lugar na largada, atrás apenas de Vettel, que largou na pole, e Raikkonen em segundo. Assumiu a ponta com volta mais rápida em cima de volta mais rápida. Só deixou a liderança um tempinho para fazer a troca dos pneus e logo assumiu mais uma vez. Parecia que estava tudo muito tranquilo até que quase no final Vettel começou a se aproximar, deixando todo mundo e claro, Bottas, muito nervoso. Afinal de contas, Bottas se superou em tudo nesse domingo de corrida.

Bottas (FIN) assume a liderança logo no início da corrida, tendo atrás Vettel (ALE) e Raikkonen (FIN). Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Choque entre os pilotos Romain Grosjean (FRA) e Jolyon Palmer (GBR) na primeira volta, que fez com que ambos saíssem da corrida. Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Em toda a sua carreira na Fórmula 1, Bottas nunca tinha conseguido liderar a corrida em tantas voltas. Além do mais, nunca tinha ganhado um GP. Por conta disso, quando viu que Vettel se aproximava cada vez mais, soltou logo no rádio:

"Over the last laps I want less talking", disse Bottas para o engenheiro nas últimas voltas. Será que ele estava nervoso? Nós também estávamos, Bottas.

Coração ficou na mão quando pudemos ver Vettel cada vez mais próximo, afinal, a gente estava torcendo pro finlandês conseguir ganhar a sua primeira corrida na carreira. A distância entre os dois pilotos aumentava e diminuía, e com isso a nossa tensão também. As diferenças começaram a variar entre 1.7 segundos, até que começaram a cair para 1s4, 1s3, e depois começaram a aumentar de novo para 1s7, 1s9 de vantagem de Vettel para Bottas. Na volta de número 52-52 Vettel conseguiu dar tudo e a diferença chegou a ser de 0.9 milésimos. Não tinha como desgrudar os olhos na tv porque qualquer erro de Bottas poderia ser crucial. Vettel com a aproximação ficando maior podia usar a asa móvel, que faz o carro conseguir mais velocidade. Uma pequena ajudinha do Massa como retardatário conseguiu segurar um pouco o alemão.

Valtteri Bottas (FIN), feliz da vida depois de ganhar sua primeira corrida na carreira, foi para a equipe Mercedes, receber os abraços. Imagem:  Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Final de corrida feliz para a Finlândia, que está sem Rosberg mas tem agora Bottas, da Mercedes vencendo o GP da Rússia. Com outro finlandês em terceiro, Raikkonen, da Ferrari. Vettel conseguiu o seu segundo lugar, ajudando na dobradinha da equipe Ferrari. Hamilton não conseguiu subir ao pódio e tampouco fazer uma corrida brilhante, como é de costume para ele, terminando em quarto. Talvez esse tenha sido o troco do Bottas que no GP passado teve que deixar o companheiro ultrapassar (leia aqui sobre o GP do Bahrein).

Com isso, Bottas deu uma reviravolta tanto no mundial dos construtores, que é a disputa entre as equipes da Fórmula 1. Por um ponto de diferença a Mercedes assume a liderança, tendo logo em seguida a Ferrari. Seus pontos também ajudam a dar uma sacudida nesse mundial dos pilotos. Será que teremos um terceiro candidato à vitória na temporada esse ano? Vamos ficar de olho.

Alonso (ESP - McLaren) deixou o carro antes mesmo da largada, no domingo de GP da Russia. Imagem: Gallery Site Oficial da Fórmula 1/ ©Sutton Motorsport images

Ainda sobre o GP da Rússia, o início da corrida foi uma lástima para o piloto espanhol Fernando Alonso, que teve que largar o carro antes mesmo da largada, fazendo com que os pilotos se reorganizassem para o início da corrida, com mais uma volta de apresentação. Há um boato de que ele possa voltar para a Renault, sua antiga casa e onde conseguiu conquistar os seus dois títulos mundiais. Porém também foi dito que a Sauber trabalhará ano que vem com o motor Honda, que é o atual motor utilizado pela equipe McLaren, a qual o Alonso corre. Se isso ajudará ou não, ainda não sabemos. Só temos certeza de uma coisa, a Honda precisa melhorar esse motor com urgência, ou ficará muito difícil para a McLaren conseguir se sustentar na Fórmula 1 para os próximos anos.

Quando não dá pra gente xingar no rádio, a gente mostra o descontentamento quando a luz vermelha da câmera acende. Não é, Alonso? Imagem: F1 da Depressão.

O próximo Grande Prêmio acontece dia 14 de maio, na Espanha. O último antes do GP de Mônaco, onde Alonso estará fora para participar da corrida na Fórmula Indy pelas 500 milhas de Indianápolis, nos Estados Unidos. Vamos acompanhar e ver o que acontece.

Bottas (FIN - Mercedes) no lugar mais alto do pódio, com Vettel (ALE - Ferrari) em segundo e Raikkonen (FIN - Ferrari) em terceiro. Imagem: Maxim Shemetov/ REUTERS

Se quiser acompanhar meus comentários volta por volta durante a disputa é só me seguir no Twitter, @mayaquaresma, ou acompanhar meus stories durante o final de semana de corrida, pelo Instagram @mayaquaresma. 

Até lá!

Classificação Grande Prêmio da Rússia
1. Valtteri Bottas MERCEDES (25 pontos)
2. S. Vettel FERRARI (18 pontos)
3. K. Raikkonen FERRARI (15 pontos)
4. L. Hamilton MERCEDES (12 pontos)
5. M. Verstappen RED BULL RACING TAG HEUER (10 pontos)
6. S. Perez FORCE INDIA MERCEDES (8 pontos)
7. E. Ocon FORCE INDIA MERCEDES (6 pontos)
8. N. Hulkenberg RENAULT (4 pontos)
9. F, Massa WILLIAMS MERCEDES (2 pontos)
10. C. Sainz TORO ROSSO (1 ponto)
11. L. Stroll WILLIAMS MERCEDES (0 pontos)
12. D. Kvyat TORO ROSSO (0 pontos)
13. K. Magnussen HAAS FERRARI (0 pontos)
14. S. Vandoorne MCLAREN HONDA (0 pontos)
15. M. Ericsson SAUBER FERRARI (0 pontos)
16. P. Wehrlein SAUBER FERRARI (0 pontos)
17. D. Ricciardo RED BULL RACING TAG HEUER (ou)
18. J. Palmer RENAULT (out)
19. R. Grosjean HAAS FERRARI (out)
20. F. Alonso MCLAREN HONDA (out)

Campeonato 2017
Colocação - Nome do piloto - Nacionalidade - Scuderia - Pontuação
1. Sebastian Vettel - ALE - FERRARI (86 pontos)
2. Lewis Hamilton - ING - MERCEDES (73 pontos)
3. Valtteri Bottas - FIN - MERCEDES (63 pontos)
4. Kimi Raikkonen - FIN - FERRARI (49 pontos)
5. Max Verstappen - HOL - RED BULL RACING TAG HEUER (35 pontos)
6. Daniel Ricciardo - AUS - RED BULL RACING TAG HEUER (22 pontos)
7. Sergio Perez - MEX - FORCE INDIA MERCEDES (22 pontos)
8. Felipe Massa - BRA - WILLIAMS MERCEDES (18 pontos)
9. Carlos Sainz - ESP - TORO ROSSO (11 pontos)
10. Esteban Ocon - FRA - FORCE INDIA MERCEDES (9 pontos)
11. Nico Hulkenberg - ALE - RENAULT (6 pontos)
12. Romain Grosjean - FRA - HAAS FERRARI (4 pontos)
13. Kevin Magnussen - DIN - HAAS FERRARI (4 pontos)
14. Daniil Kvyat - RUS - TORO ROSSO (2 pontos)
15. Pascal Wehrlein - ALE - SAUBER FERRARI (0 pontos)
16. Antonio Giovanazzi - ITA - SAUBER FERRARI (0 pontos)
17. Jolyon Palmer - GBR - RENAULT (0 pontos)
18. Stoffel Vandoorne - BEL - MCLAREN HONDA (0 pontos)
19. Fernando Alonso - ESP - MCLAREN HONDA (0 pontos)
20. Marcus Ericsson - SUI - SAUBER FERRARI (0 pontos)


LEIA MAIS
0 comentários
 
Design exclusivo | Cópia proibida © 2016